Landed!

Gente, juro que não morri!!

Chegamosssssss em Vancouver!

Depois de uns dias (des)cansando em Miami, dia 19 de fevereiro pegamos o voo Miami-Chicago-Vancouver. Chegamos super cedo em Chicago e o voo pra Vancouver atrasou umas 2 horas…chá de cadeira de aeroporto! O voo foi péssimo e nem quero ficar lembrando disso (até porque a viagem São Paulo -> Miami foi bem pior!); chegamos quase meia noite em Vancouver.

Passamos juntos pelo primeiro guichê de imigração e a oficial apenas perguntou de onde nós nos conhecíamos e qual era o objetivo da viagem. Depois de conferir os vistos e a carta de “Confirmação de Residência Permanente”, ela pediu pra que pegássemos nossas malas e nos dirigíssemos à saída, porque o setor de imigração já estava fechado e o oficial da saída iria nos indicar um outro local pra fazermos o landing*.

O oficial da saída nos mandou de volta pra sala da imigração, e quando dissemos que estava fechada, nos encaminhou pra uma outra sala, onde são feitas as vistorias de malas e interrogatórios com as pessoas que eles suspeitam que estejam entrando ilegalmente….enfim, me senti no programa Border Security: Canada’s Front Line (aliás, foi ali mesmo que foram gravados alguns episódios q eu vi! Se você nunca viu, procura no Youtube que é legal!)

Bom, não sei se foi porque chegamos de madrugada e o aeroporto estava às moscas, mas eu tava super ansiosa e tínhamos levado mil documentos e comprovantes que já tínhamos lido em blogs e fóruns que seriam pedidos e….o oficial pediu apenas passaporte e o comprovante de residência permanente. SÓ. Nada mais. Preencheu tudo, assinamos, grampeou no passaporte uma cópia do comprovante e explicou que aquilo ali teríamos que deixar grampeado no passaporte até que os nossos cartões de residente permanente chegassem; depois era só guardar num local seguro. Não deu boas vindas, não deu bandeirinhas do Canada, nem nada….apenas mostrou por onde deveríamos sair e pronto!

Pra variar estava chovendo…pegamos um taxi e fomos direto pro basement que alugamos ainda no Brasil, pelo Airbnb (Pra quem não conhece, sugiro entrar lá e se cadastrar! Tem vários anúncios, tanto de quartos quanto de casas inteiras, e o sistema é mais seguro do que simplesmente procurar anúncios na internet – golpistas existem no mundo inteiro, não é exclusividade do Brasil!). O basement é super legal, os donos moram na casa de cima e tem tudo que a gente poderia precisar. Sempre que tivemos algum problema ou precisamos de alguma informação eles foram super solícitos pra nos ajudar, então acho que nesse ponto o Airbnb também sai muito na frente, porque você já pode manter contato com o proprietário antes mesmo de chegar. Só que é precinho de aluguel de temporada né?! Mais barato que hotel, mas só pra ficar o tempo necessário pra arranjar algo mais duradouro mesmo. Não dá pra esbanjar e alugar por um ano…rs

Próximos posts: neve, conta no banco, aluguel, aulas de inglês, emprego, Brasil novamente, viagem dos cachorros….Putz, tô muito atrasada!!

*Landing é a última etapa formal do processo de imigração. Consiste basicamente em cruzar a fronteira do Canadá em algum ponto de entrada com seu visto de imigrante e confirmação de residência permanente. Através do processo de imigração você recebe um visto da categoria “Immigrant” (que não é permanente….depois falo disso!), mas só se torna efetivamente residente permanente após entrar no Canadá, “validando” esse visto. Formalidades….

Anúncios

5 comentários sobre “Landed!

  1. Olá, estou adorando seu blog.
    Gostaria de saber qual o tempo máximo depois de receber os passaportes que se tem que ir para o Canadá (fazer o landing)????

    • Oi Camila, quando você recebe os passaportes nele vêm o visto de entrada. Ele ainda não é um visto de residência permanente, é apenas a janela que você tem pra entrar no país e solicitar a residência através do landing. No nosso caso, esse visto de entrada teve validade de um ano. Recebemos em abril de 2013 e tem validade até maio de 2014. Estamos indo nessa segunda-feira dia 21. beijos

    • Oi Camila! Não poderia responder melhor do que a Ana, aqui embaixo :)
      Só complementando a resposta dela, a validade é de um ano a partir do envio dos exames médicos, portanto, na prática, ao receber os passaportes tínhamos mais ou menos uns 8 meses de prazo, pois do envio dos exames até o recebimento do passaporte demorou mais ou menos uns 2 meses!

      Beijos!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s