2

Canadense não ri dessas coisas

Nevou bem na nossa primeira semana! Não sei se foi sorte de principiante, só sei que foi muito legal acordar ver tudo branquinho pela janela. Coisa mais linda…me senti num filme :)

Montagem Neve

Todo mundo fala q em Vancouver não neva, que o clima aqui eh bem mais ameno, etc etc, mas ó…eu bem sei o frio que passei, minha gente! Até boneco de neve o pessoal conseguiu fazer! Só que, para o meu azar, depois do calor avassalador que a gente passou no Brasil nesse início de ano, prometi pra mim mesma que não ia reclamar do frio. Ou seja, aguentei firme e forte, bem quietinha, com minhas 3 calças, 2 meias e 5 blusas! (Confesso que nos primeiros dias foi bem difícil de manter minha promessa, mas a missão foi cumprida com sucesso!)

Nevou uns 3 dias seguidos, derreteu e depois nevou de novo! Ainda bem que o corpo acostuma relativamente rápido com a temperatura mais baixa, e agora já tá tudo certo (até porque, demorei tanto pra postar que agora já tá fazendo uns 18 graus lá fora…tô até sem casaco, vejam que super corajosa!!)

Boneco neve

A gente fez a maioria das coisas a pé e/ou de transporte público, e confesso que eu adorei! Exceto pelo dia que levei um &#%@ tombo; caí que nem uma jaca em plena avenida lotada. Em minha defesa, estava chovendo e, quando resolvi olhar pro lado pra mostrar alguma coisa pro marido sem parar de andar, na minha visão periférica o asfalto e a calçada eram da mesma cor, portanto, era tudo calçada. Catei um cavaco em câmera lenta, tentei segurar num poste (sem sucesso) e pronto, molhei a bunda toda! Tinha um monte de gente conversando (era bem na frente de um ponto de ônibus, então tinha bastante plateia), e assim que minha bunda bateu no chão, todo mundo ficou mudo. Mas o que seria da vida num novo país sem pagar mico, não é mesmo?!

Foi nesse dia que eu descobri que canadense não ri dessas coisas….vocês acreditam?

(*Se alguém cair na minha frente eu dou risada primeiro, pra depois perguntar se tá tudo bem! Será que sou uma má pessoa??*)

5

Landed!

Gente, juro que não morri!!

Chegamosssssss em Vancouver!

Depois de uns dias (des)cansando em Miami, dia 19 de fevereiro pegamos o voo Miami-Chicago-Vancouver. Chegamos super cedo em Chicago e o voo pra Vancouver atrasou umas 2 horas…chá de cadeira de aeroporto! O voo foi péssimo e nem quero ficar lembrando disso (até porque a viagem São Paulo -> Miami foi bem pior!); chegamos quase meia noite em Vancouver.

Passamos juntos pelo primeiro guichê de imigração e a oficial apenas perguntou de onde nós nos conhecíamos e qual era o objetivo da viagem. Depois de conferir os vistos e a carta de “Confirmação de Residência Permanente”, ela pediu pra que pegássemos nossas malas e nos dirigíssemos à saída, porque o setor de imigração já estava fechado e o oficial da saída iria nos indicar um outro local pra fazermos o landing*.

O oficial da saída nos mandou de volta pra sala da imigração, e quando dissemos que estava fechada, nos encaminhou pra uma outra sala, onde são feitas as vistorias de malas e interrogatórios com as pessoas que eles suspeitam que estejam entrando ilegalmente….enfim, me senti no programa Border Security: Canada’s Front Line (aliás, foi ali mesmo que foram gravados alguns episódios q eu vi! Se você nunca viu, procura no Youtube que é legal!)

Bom, não sei se foi porque chegamos de madrugada e o aeroporto estava às moscas, mas eu tava super ansiosa e tínhamos levado mil documentos e comprovantes que já tínhamos lido em blogs e fóruns que seriam pedidos e….o oficial pediu apenas passaporte e o comprovante de residência permanente. SÓ. Nada mais. Preencheu tudo, assinamos, grampeou no passaporte uma cópia do comprovante e explicou que aquilo ali teríamos que deixar grampeado no passaporte até que os nossos cartões de residente permanente chegassem; depois era só guardar num local seguro. Não deu boas vindas, não deu bandeirinhas do Canada, nem nada….apenas mostrou por onde deveríamos sair e pronto!

Pra variar estava chovendo…pegamos um taxi e fomos direto pro basement que alugamos ainda no Brasil, pelo Airbnb (Pra quem não conhece, sugiro entrar lá e se cadastrar! Tem vários anúncios, tanto de quartos quanto de casas inteiras, e o sistema é mais seguro do que simplesmente procurar anúncios na internet – golpistas existem no mundo inteiro, não é exclusividade do Brasil!). O basement é super legal, os donos moram na casa de cima e tem tudo que a gente poderia precisar. Sempre que tivemos algum problema ou precisamos de alguma informação eles foram super solícitos pra nos ajudar, então acho que nesse ponto o Airbnb também sai muito na frente, porque você já pode manter contato com o proprietário antes mesmo de chegar. Só que é precinho de aluguel de temporada né?! Mais barato que hotel, mas só pra ficar o tempo necessário pra arranjar algo mais duradouro mesmo. Não dá pra esbanjar e alugar por um ano…rs

Próximos posts: neve, conta no banco, aluguel, aulas de inglês, emprego, Brasil novamente, viagem dos cachorros….Putz, tô muito atrasada!!

*Landing é a última etapa formal do processo de imigração. Consiste basicamente em cruzar a fronteira do Canadá em algum ponto de entrada com seu visto de imigrante e confirmação de residência permanente. Através do processo de imigração você recebe um visto da categoria “Immigrant” (que não é permanente….depois falo disso!), mas só se torna efetivamente residente permanente após entrar no Canadá, “validando” esse visto. Formalidades….

6

Eu tenho tanto pra te falar…

…mas com palavras não sei dizer…

Depois de receber os vistos, tomei chá de sumiço! Não foi falta de vontade de escrever…aliás, ultimamente, tudo que eu penso já é em formato de post na cabeça, mas a verdade é que tenho tantas coisas pra escrever aqui que não sei nem por onde começar, então fui deixando, deixando…(des)organização mental em pessoa!

Mas o importante é o que importa: Data da viagem marcada!

Conseguimos usar nossas milhas pra comprar as passagens, portanto, não tinha taaaantas datas disponíveis assim. Fora que as milhas estavam meio espalhadas em várias companhias, então tivemos que entrar nos sites de todas e ir estudando datas que “casavam” pra formar o trecho completo, indo por companhias diferentes. Sairemos de SP dia 15/02, fazendo uma paradinha estratégica em Miami, seguindo para fazer o landing direto em Vancouver dia 19/02, dia também do nosso aniversário de casamento! (*juro que foi pura coincidência! :D*)

Visto que isso é daqui 9 dias, imaginem a correria né?! Eu leio o blog do casal do Chegando nossa vez (ex Esperando a nossa vez) e entro em surto psicótico com a organização deles! Quando eu crescer, quero ser assim também!!!

Enfim, encaminhamos várias coisas da lista de afazeres antes de ir, mas infelizmente nem tudo saiu como planejado (*quase nada, pra ser sincera! Mas tem que ter emoção, né minha gente?!*). Várias coisas dependem de outras (ou pior, de outras pessoas ;/ ) e aí o negócio enrosca…a parte menos desesperadora é que voltaremos no final de março, pra ficar umas 3 semanas por aqui, e aí vai dar pra finalizar as pendências e nos despedir de quem não conseguimos ainda!

Já pode fazer contagem regressiva???

6

Ano novo, casa nova!

Feliz ano novo amiguinhos!

New year new home

E a cara de pau da pessoa de vir desejar Feliz Ano Novo em pleno 30 de Janeiro?! Vou usar a clássica “ano novo no Brasil só começa depois do carnaval”, então tô dentro do prazo ainda, né?! (*afff…se vocês soubessem como me irrita essa frase!*)

Tô desde a virada do ano tentando escrever vários posts, mas ó, é tanta coisa pra decidir, fazer, resolver, requerer, esperar, buscar, separar e organizar, enfim…muita unha pra roer depois que o visto fica pronto. Cansa só de pensar. Ainda mais nesse inferno de calor! Chega no fim do dia e só quero um banho gelado e cama. Que falta faz um ar condicionado…

O que me consola é que daqui 20 dias estarei desembarcando em terras canadenses, sentindo o ventinho frio bater no rosto! (*Ahhhh é, eu não tinha contado isso pra vocês né?! Pois é, no próximo post conto com mais detalhes!*)

14

Decision Made!

Ainda tô meio em choque, mas recebi o melhor presente de natal que poderia esperar…

Nem acredito, mas após 6 meses e 26 dias, virou realidade! Já estamos com nossos vistos em mãos!!

Dia 26/11 marido foi pessoalmente lá no consulado entregar os passaportes, e na sexta-feira passada (06/12) recebemos um email informando que já estavam prontos pra ser retirados. No domingo nosso e-cas mudou para “A decision has been made on your application“. Infelizmente a retirada só pode ser feita de terça a quinta, então tivemos que esperar até terça-feira passada, quando marido foi lá buscá-los!! (*Deu pra perceber que a gente confia suuuper no serviço dos Correios, néam?! cof cof…*)

Agora é correria total! Pesquisando passagens e tentando organizar todo o resto pra podermos ir logo!!

New year, new home :)

(Se quiser saber mais infos sobre as datas do meu processo, dá uma olhadinha no meu Timeline!)

15

Chegou o pedido!

Parece mentira, mas justo no dia que eu estou mais zen, tranquila, sem nem pensar nesse processo, marido viajando…de repente pipoca no Skype: “abre seu email agora!”…abro lá e PIMBA!

Pedido de passaportes e pagamento da taxa!!

Pensa numa pessoa feliz e aliviada?! That’s me!!

 

7

Tudo certo e nada resolvido

Detesto escrever com o iPad, mas não tô vendo outra opção….vendemos meu computador e estou dividindo com o marido, mas ele acaba dominando. Resolvi aproveitar pra testar o App do WordPress, então veremos como vai ficar a formatação!

Enfim, o importante é o que importa: Medical results have been received!
Na mesma semana que escrevi sobre os exames que tinham ido parar no limbo, eles finalmente encontraram a luz e deram o ar da graça no e-cas.

#ChegaLogoPedidoDePassaportes!!

Boa sorte pra todos nós!